Início » Colunas » Coluna do Verchai » Prévia das semifinais da Copa do Brasil

Prévia das semifinais da Copa do Brasil

Fernando Verchai

Último campeão entre os concorrentes ao título em 2021, Athletico Paranaense joga em casa contra o Flamengo na primeira partida:

estádio do athletico paranaense - arena da baixada

Arena da Baixada, palco de Athletico x Flamengo nesta noite (Divulgação/CAP)

Primeiro a confirmar vaga nas semifinais da Copa do Brasil 2021, campeão de 2019, o Athletico Paranaense superou o Santos nas duas partidas das quartas de final. Mesmo se desfazendo do técnico António Oliveira entre uma partida e outra, o Furacão mostrou superioridade diante do Peixe, que também trocou de técnico neste mesmo período. Depois de vencer na Arena da Baixada pelo placar de 1 a 0, o Athletico foi até a Vila Belmiro precisando de um empate para avançar e, apesar de ter passado algum sufoco, fez o goleiro João Paulo trabalhar. Na reta final do jogo, Zé Ivaldo aproveitou sobra em cobrança de escanteio e acertou o ângulo em um belo chute de sem pulo para garantir mais uma vitória do Furacão por 1 a 0 (2 a 0 no placar agregado). Antes disso, o Athletico Paranaense passou por Avaí, na 3ª fase, e venceu um confronto difícil nas oitavas de final contra o Atlético Goianiense, que chegava motivado por ter eliminado o Corinthians na fase anterior. Apesar de estar passando por m momento difícil no Brasileirão, onde perdeu 10 das últimas 15 rodadas que disputou, o Athletico Paranaense alcançou mais uma classificação para a final da Copa Sul-Americana, tendo superado a LDU de Quito nas quartas de final e o Peñarol nas semifinais. Isso deixa evidente a força de um Furacão que está acostumado com jogos decisivos, e que foi capaz de eliminar o Flamengo de Jorge Jesus nas quartas de final da Copa do Brasil de 2019, além do Grêmio de Renato Portaluppi nas semifinais daquele mesmo ano.

Como sabemos, porém, a missão do Furacão de buscar erguer um troféu em 2021 não vai ser nada fácil. Tanto na competição continental, na qual enfrenta o Red Bull Bragantino na decisão, como na Copa do Brasil, na qual vai enfrentar o atual campeão brasileiro, Flamengo, nestas semifinais. Não é uma grande surpresa que o Rubro-Negro Carioca seja considerado amplo favorito para avançar à final desta Copa do Brasil. O Flamengo goleou o Grêmio por 4 a 0 na primeira partida das quartas de final, no Maracanã, e mesmo podendo perder a partida de volta venceu mais uma vez, avançando com 6 a 0 no placar agregado. Vivendo grande fase sob o comando de Renato Portaluppi, o Flamengo chega para este primeiro confronto com o Athletico tendo todas as estatísticas a seu favor, incluindo o fato de o sorteio ter definido o Maracanã como local da partida de volta da semifinal, de forma que a partida desta ida, que acontece às 21:30 (no horário de Brasília) desta quarta-feira (20), será na Arena da Baixada. Além disso, o Rubro-Negro Carioca chega motivado por uma sequência invicta que já dura 8 jogos e que permaneceu mesmo na ausência de jogadores que defenderam a seleção duranta a data FIFA, como Gabigol, Everton Ribeiro e De Arrascaeta. A ausência destes nomes, na verdade, serviu muito bem para que outros nomes passassem a ter ainda mais importância, como os recém-contratados Kenedy e Andreas Pereira.

Atlético Mineiro ostenta favoritismo diante do Fortaleza, que chega para a primeira semifinal de Copa do Brasil de sua história

estádio do Mineirão, em BH

Estádio do Mineirão, onde jogarão Galo e Fortaleza (Reprodução: Twitter/Mineirão)

Líder isolado do Brasileirão, com folga de 10 pontos para o vice-líder, Flamengo, que tem duas partidas a menos, o Atlético Mineiro passou com propriedade pelo Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil e chega para as semifinais como favorito para duelar com o Flamengo (favorito da outra semi) na final. A equipe comandada por Cuca pode ter sido eliminada pelo Palmeiras na semifinal da Libertadores, mas foi evidente que jogou bola suficiente para avançar, até porque saiu pelo gol sofrido em casa (tendo em vista o empate no placar agregado) e teve um pênalti desperdiçado pelo seu artilheiro, Hulk. Mesmo assim, o Galo está quase imbatível na temporada. Antes da derrota para o Atlético Goianiense na última rodada do Brasileirão, o Galo permaneceu invicto por 18 rodadas consecutivas, e 17 partidas se levado em consideração todas as competições. Trata-se, portanto, de um time que ostenta, além de um sistema ofensivo poderoso, uma defesa muito difícil de ser vazada, até porque, depois de vencer uma dupla de zaga forte e entrosada, os adversários precisam passar pelo goleiro Everson, que vive grande fase no Atlético Mineiro.

Do outro lado, o grande azarão destas semifinais, o Fortaleza, pode se aproveitar do fato de não ter qualquer responsabilidade de classificação. A equipe comandada pelo argentino Juan Pablo Vojvoda, sobre o qual já tratei em materia especial aqui do blog, já está na história do Fortaleza pelo simples fato de ter chegado até aqui, algo que o clube nunca tinha feito antes. Vojvoda não chegou ao Tricolor do Pici para “simplesmente” dar continuidade ao trabalho de Rogério Ceni, mas para elevar a equipe cearense a um patamar ainda mais elevado. Além de ter conseguido chegar a esta semifinal com mérito, o Fortaleza ocupa um lugar no G-4 do Brasileirão (mais especificamente a terceira posição da tabela) depois de 27 partidas disputadas: fora 13 vitórias, 6 empates e 8 derrotas. O Fortaleza possui uma equipe que consegue manter a mesma postura ofensiva e aguerrida diante de qualquer adversário e, até por isso, dificilmente fica uma partida sem ser vazado, mas, da mesma forma, raramente passa um jogo sem balançar as redes. Não a toa o Fortaleza superou o São Paulo nas quartas de final, até então comandado por Crespo, tendo conseguido arrancar um empate por 2 a 2 em pleno Morumbi e vencer por 3 a 1, com folga, na partida de volta, na Arena Castelão (mesmo palco da volta desta semifinal, sendo que esta primeira partida vai ser em Minas Gerais, no Mineirão). Portanto, ainda que o Galo tenha um grande favoritismo nesta semifinal, a classificação para a final pode ser bem mais complicada do que se mostra na teoria. Vale destacar que ambas as partidas desta semifinal acontecem às 21:30 (de Brasília) desta quarta-feira, com transmissão da Globo para diferentes localidades do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *